Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Messy

Miss Messy

E se eu me despedisse? Seria mais feliz?

 

 

 

 

Há algum tempo que tenho vindo a questionar-me se a nível profissional faço aquilo que realmente gosto ou se estou a trabalhar apenas pelo salário que recebo no fim do mês.

Quando percebo que os Domingos a partir das 18H são altamente depressivos, que a vontade de trabalhar é nula e que o meu maior sonho neste momento é não só ir de férias como não voltar mais para este tormento, apercebo-me de que não só não gosto do meu trabalho como estou à beira de mandar tudo pelo ar.  

A vontade de me demitir é grande mas o mercado instável faz-me sempre recuar na minha decisão.

Cada vez mais me apercebo do quão importante é a nossa satisfação e realização profissional e que a mesma muito dificilmente se consegue desgrudar da satisfação pessoal. Neste momento, a minha frustração está estampada na minha cara e nas minhas atitudes. Eu que sempre fui pro-activa e alegre, dei por mim vencida pelo cansaço e pela frustração do dia-a-dia. Posso dormir 8 horas mas chego a casa sempre de rastos e sem paciência para nada - 12 horas fora de casa e num sítio que não me deixa feliz, não seria para menos.

Dei por mim a perder qualidade de vida, a viver para o bem estar laboral dos meus superiores e a rebaixar-me a tudo. Há dias em que me sinto altamente sensível e só me apetece chorar e ficar os fins-de-semana no sofá deitada o dia todo - que deprimente, não acham?

O mais engraçado, é que a maioria das pessoas que me rodeiam estão igualmente esgotadas com esta rotina que nos é exigida diariamente e pela falta de reconhecimento de esforço e empenho por parte das empresas.

 

Há uns bons anos, quando terminei a licenciatura, deparei-me com um mercado de trabalho completamente saturado e sem opções para trabalhar na minha área de estudos. Como não me quis juntar aos milhares de desempregados da altura, decidi procurar trabalho e em áreas diferentes. Tive sorte, posso considerar. Nos últimos oito anos, sempre trabalhei em boas empresas, fui sempre ganhando mais e mais e nunca soube o que era a palavra desemprego, no entanto, não estou feliz.

A célebre citação "faz o que gostas e não terás de trabalhar um só dia da tua vida" parece-me cada vez mais uma utopia, uma completa irrealidade. "Larga tudo e procura algo que gostas", é outra das coisas que me dizem muito por aí, e meus queridos, não imaginam a vontade que tenho de o fazer...mas e depois? O que faço com os efeitos colaterais que essa decisão pode trazer? O que faço com as contas da casa, com a alimentação e tudo mais?

Largar tudo seria óptimo, mas neste momento impossível...ou perigoso.

 

Tenho uma vontade imensa de trocar o meu emprego por algo que me dê mais prazer, ainda que ganhe metade do que recebo actualmente. Não quero parecer ingrata, ainda para mais num país que tem uma taxa de desemprego tão significativa como o nosso, mas será justo depois de tantos anos de estudos e investimentos em cursos estar condenada a fazer algo que detesto?

Independentemente de tudo, decidi entrar em 2017 com uma atitude laboral mais positiva. Comecei a enviar currículos para empregos onde julgo que seria muito mais feliz  do que a minha conta bancária porque em boa verdade, começo mesmo a achar que a felicidade não tem preço.

 

Férias de Inverno, um novo amor - Andorra

 

Andorra-neve-e1454327744833.jpg

 

Todas as estações do ano têm o seu encanto ainda que algumas nos agradem mais do que outras. Eu por exemplo, não escondo que sou fascinada pelo Verão. Adoro o calor e as boas vibrações que se sentem nas pessoas em geral nesta estação do ano. No Verão as pessoas parecem mais felizes, mais tranquilas, os dias são maiores e os fins-de-semana são quase sempre bem aproveitados porque há um leque gigante de opções que se podem fazer ao ar livre nesta altura, no entanto, desde que o meu mais que tudo entrou para a minha vida, que as coisas mudaram um bocadinho de figura. O homem é aquilo a que se chama de verdadeiro Homem das Neves, um louco incurável por neve e acima de tudo, por snowboard e é óbvio que não se cansou enquanto não conseguiu arrastar-me para o meio da montanha.

Recordo-me de pensar quando nos conhece-mos que, muito dificilmente, me entregaria a esta mesma paixão porque, estar uma semana numa montanha a levar com temperaturas negativas, não era de todo a minha praia. Mas como diz o velho ditado, nunca devemos dizer "desta água não beberei" e como tal, após algumas idas à neve, acabei por me render aos encantos do Inverno e hoje em dia, só penso em enfiar uma prancha de Snowboard nos pés, descer a montanha e no fim, aconchegar-me num chalé quentinho enquanto neva lá fora.

Apesar de achar a Serra da Estrela lindíssima, tenho de confessar que, infelizmente não existem grandes condições para a prática de desportos de Inverno em Portugal. Para além da estância de ski ser muito pequena, se nevar a mesma encerra, por isso, considerem a Serra da Estrela para ver neve, passear, comer e beber bem mas não como opção para a prática deste tipo de desportos - a não ser que seja mesmo só para matar o bichinho.

E como a temporada de desportos de Neve já começou, deixo-vos a minha primeira sugestão para férias de Inverno:

 

   Andorra

 

galeria1-24.jpg

 

  

   Andorra é um Principado entre o nordeste de Espanha e o sudoeste de França. Cerca de 10 milhões de pessoas visitam o Principado anualmente atraídas pelos desportos de Inverno.

Grandvalira é a maior estação de ski de Andorra e conta com 6 sectores: Encamp, Canillo, El Tarter, Soldeu, Grau Roig e Pas de la Casa.

 

SS-C-Ski-Piste-Map-Grandvalira.jpg

 

Ainda não percorri todos os sectores, mas daqueles que conheço, posso considerar que, El Tarter e Soldeu são os meus preferidos. Porquê? Em primeiro lugar, Soldeu e El Tarter são duas vilazinhas muito catitas onde estão inseridos os melhores hotéis e depois, raramente existem grandes filas para as gôndolas nestes sectores e as pistas não andam tão atoladas de gente.

 

soldeu.wdp

Soldeu

 

17706183.jpg

 El Tarter

 

 

Para quem gosta de freestyle, El Tarter e Grau Roig dispõem de um Snowpark com zonas para todos os níveis de Ski e Snowboard e para quem ainda tiver energia para continuar a saga dos kickers e ferrinhos poderá encontrar ainda em Grau Roig o Sunset Park Peretol, o único Snowpark nocturno dos Pirenéus.

 

Grandvalira_Snowpark_Tarter.jpg

                                                                                  SnowPark de El Tarter

 

snowpark xavi em Grau roig.png

Snowpark Xavi em Grau Roig

 

untitlffed.png

 Sunset Park Peretol em Grau Roig

 

De todos os sectores que já experimentei, o que menos me agrada é o de Pas De La Casa simplesmente porque é o mais cheio de filas para os teleféricos, o mais carregado de gente, o menos bonito e o que tem os piores restaurantes nas pistas. Mas atenção, Pas De La Casa é a melhor zona para se ficar hospedado caso se queira gastar pouco dinheiro em hotéis e ficar perto de várias opções de restauração, comércio e bares. É provavelmente dos sectores mais movimentados e mais "animados" durante a noite.

 

pas%20de%20la%20casa%20image.jpg

 Pas de La Casa

 

Caso estejam em Pas de La Casa e queiram experimentar outros sectores, não se apoquentem porque estão quase todos interligados e podem percorrer uns três ou quatro a fazer ski ou snowboard - a não ser que ainda sejam uns aselhas como eu que ainda não tenho aprendizagem suficiente e demoro uma eternidade para me deslocar de um sector para outro, contando com umas quantas quedas pelo caminho tornando a tarefa ainda mais complicada .

 

Adoro manhãs ensolaradas na montanha e finais de tarde com neve a cair. Dá me muito prazer fazer snowboard uma manhã inteira, fazer uma pausa para almoçar numa esplanada na pista e de desfrutar de um sol fantástico para recarregar energias para continuar uma tarde que se adivinha sempre muito cheia de novas aprendizagens e quedas à mistura. A meio da tarde, já completamente esgotada e cansada, um dos melhores programas passa por uma ida a um sunset bar ou Aprés Ski - há alguns em Pas de La Casa e nos restantes sectores.

VONDOM_TERRASA_RIBA_EL_TARTER_ANDORRA-9.jpg

 

 

Depois de um dia cansativo na neve podem apostar que nada vos vai saber tão bem como uma ida à Caldea, é simplesmente fantástico. A Caldea é um grande complexo de piscinas, saunas e banhos de todos os tipos. Fica situada em Andorra LaVella e merece muito a pena dispensar uns troquinhos e desconectar um pouco do mundo - e das dores depois de um dia de neve - neste maravilhoso Spa. Aconselho ir à noite pois para além de ser mais barato é mais bonito.

 

caldea4.jpg

caldea.jpg

caldeaa.jpg

 

 

 Para os consumistas mais vorazes, o centro de Andorra LaVella possui uma infinidade de lojas de marcas internacionais em roupa, calçado e produtos electrónicos. Eu diria que os preços são mais razoáveis que em Portugal uma vez que o Principado de Andorra é considerado um paraíso fiscal.

 

Relativamente ao material de snowboard - técnico, roupa e afins - aconselho uma ida à CC BOARD CENTER. É muito complicado encontrar material de snowboard em Portugal e quando se encontra é tudo muito sem graça, por isso, caso estejam interessados numas férias na neve, poderão encontrar na CC Board Center tudo o que precisam - para comprar ou alugar - para que não vos falte nada na vossa estadia pela neve.

 

Agora que me relembro dos dias passados na neve e do quão gosto de lá estar, pergunto-me como fui capaz de não dar uma oportunidade durante tantos anos às férias de Inverno. Como fui capaz de não deixar que os meus pézinhos experimentassem a sensação que é descer uma montanha com uma prancha de snowboard?!

Só de pensar que este ano apenas poderei pôr os "cascos" na neve por um período máximo de 5 dias - no máxiiiiiimo - até se me enchem os olhos de água...!

Há definitivamente amores que vêm para ficar...

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.