Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miss Messy

Miss Messy

O apartamento amaldiçoado

 

 

Conheço um apartamento que está amaldiçoado. Fica no meu prédio. Mais propriamente no andar por baixo do meu.

Tudo começou quando o andar foi vendido pela primeira vez a um velho carrancudo e à sua filha solteirona mal educada. Viviam os dois...e mais onze gatos - dei-me ao trabalho de os contar quando uma vez espreitei para a marquise do andar de baixo e os vi todos empoleirados na janela. A relação dos dois era péssima. Perdi a conta à quantidade de vezes em que os vizinhos chamaram a polícia às 3h da manhã devido aos gritos e bater de portas intoleráveis.

Passados 2 anos de má vizinhança, lá decidiram vender o apartamento. Todos os inquilinos do prédio ficaram radiantes, incluindo eu que já não os aguentava.

Assim que o apartamento foi vendido, rapidamente se descobriu que os novos habitantes eram uma família com duas crianças.

Tinham um ar tão feliz, o que poderia correr mal? Tudo! Passados poucos meses, andava tudo aos gritos. Os filhos gritavam e os pais discutiam constantemente. Uma das minhas vizinhas voltou a chamar a polícia ao apartamento porque, segundo ela, às 23H, discutiam tanto que já se ouviam coisas a partir em casa - felizmente não me encontrava no país para poder ouvir esta bagunçada toda.

Decidiram vender o apartamento pouco tempo depois de iniciarem o processo de divórcio.

Foi um "UFA!" geral mas com pouca dura. Os novos residentes do apartamento amaldiçoado eram Angolanos. Não discutiam, mas andavam no forrobodó a noite inteira, de tal forma intenso que a senhora dava gritos e guinchos de meia-noite. Eram uma simpatia mas viviam para o sexo e para as festas - todos os Fins-de-Semana. Levei um enxerto de Kizomba de tal forma que acho que já conheço o álbum do C4Pedro todo de cor.

Entretanto o apartamento não foi vendido mas foi alugado a uma família com dois filhos que lá habita até aos dias de hoje e que são o verdadeiro terror. Os pais discutem um com o  outro como se não houvesse amanhã, a filha adolescente passa as noites a gritar com a mãe e a dizer que ninguém gosta dela. Não sei que raio fazem da vida mas chegam a casa SEMPRE por volta da 1H da manhã e fazem uma algazarra desgraçada até se deitarem. Gritam uns com os outros, arrastam móveis, fecham e abrem estores e batem com as portas todas que têm em casa. Tem sido um caos de tal forma que, já se pensou em reunião de condomínio, voltar a chamar a polícia ao terceiro andar.

 

Depois de anos a levar com vizinhos de outro mundo, cheguei à conclusão que o problema só pode ser do apartamento! Vou arranjar forma de enfiar uma mangueira lá para dentro e de o lavar com água benta. Quem sabe se a coisa no andar de baixo não fica mais tranquila...

Será que se disser à Endemol que "fui vítima de uma maldição" me deixam entrar na Casa-dos-Segredos?

 

Casa dos Segredos - a temer pelo futuro.

 

É quando ponho os olhos nos concorrentes que entraram para a Casa dos Segredos, que começo a temer pelo meu futuro neste mundo.

Em primeiro lugar, anda ali tudo armado aos cucos. Acha-se tudo muito bonito, muito atraente, são as últimas Coca-colas do deserto, querem todos ser ricos e fazem o que for preciso para conseguir 1 mês de fama. E sabem qual é a pior notícia? É que esta nova geração que por aí anda - uma boa maioria - é uma cópia de tudo isto!

Porém, há um pequeno pormenor que destingue esta edição das outras: nesta quase todos os concorrentes querem mostrar que "os portugueses" têm uma ideia errada e pré concebida relativamente a quem se inscreve neste tipo de programas... ACUSO-ME! Mas aqui confesso que estou aberta à mudança de mentalidade - vamos lá ver é se me conseguem fazer mudar de ideias...

Para mim, a cereja no topo do bolo no passado Domingo - para além da aparição da Fanny a chorar desalmadamente no confessionário - foi a presença de duas alminhas que concorreram ao Secret Story 6 e que iam entrar no programa juntas. "Já namoramos à onze anos, vamos casar e somos muito felizes" dizia a alminha fêmea. E é então que a TVI decide entrar a matar e espeta na tromba da alminha macho um vídeo para Portugal inteiro da alminha fêmea no casting a dizer que tirou dinheiro da conta conjunta - nas costas do macho alfa - para comprar malas, carteiras e sabe Deus mais o quê. A isto juntou-se a implacável Teresa Guilherme que, com olhos cheios de vontade de lançar o pânico, questionou o rapaz relativamente à confiança que deposita na namorada. Conclusão de tudo isto: as duas alminhas não entraram no programa e voltaram com as asinhas entre as pernas para o seu lar doce lar. 

Honestamente é isto que me choca. Pessoas que se sujeitam a contar determinados pormenores das suas vidas privadas  - sejam eles verdade ou mentira - sem sequer pensarem no quão prejudicadas poderão ser por isso no futuro ou na humilhação pública pela qual poderão passar. Vale tudo para conseguirem entrar num programa de televisão.

Há por esse mundo fora milhões - eu diria até biliões - de pessoas que são capazes de T.U.D.O. para conseguirem 5 minutos de fama e eu temo pela minha vida ao imaginar que posso estar perto de alguém assim - ou ser governada por alguém assim.

 

Eu sei que é triste, mas confesso que, de vez em quando, assisto a este tipo de programas. Confesso. Gosto de me rir, o que é que querem?! E é bem melhor do que ir ao circo: não tenho de sair de casa, os palhaços dão o c* e oito tostões para nos entreter e, ao contrário dos animais do circo, ainda vão de livre vontade e cheios de genica para "dar canal". What else?

 

Cabelos mais saudáveis: cabelo seco

 

cabelos.png

 

E é verdade sim senhora!

 

O nosso cabelo diz muito sobre a nossa personalidade e não estou a falar da cor ou do penteado que usamos - que também diz muito - estou a falar do estado do nosso cabelo.

Acho asqueroso ver homens e mulheres com o cabelo mergulhado em óleo Fula. Que me digam "tenho a raiz do cabelo muito oleosa e não consigo evitar" é uma coisa, outra completamente diferente é dizerem simplesmente "não tive paciência para lavar o cabelo hoje e portanto, vou andar o dia inteiro a passear-me em público em modo fritadeira com pés"...nojo! Acho que a diferença entre quem tem raiz oleosa e quem simplesmente não lava o cabelo é notória, pelo menos, um bom olfacto consegue distinguir isso. Adiante.

Pontas do cabelo a apontar para todos os sentidos da bússola e com um ar desleixado também não é bonito de se ver. Ainda que se aprontem todas e com o melhor outfit que têm no armário, andar com o cabelo neste estandarte-te dá um ar desmazelado. E depois volta e meia, lá nos deparamos com aquelas senhoras com cabelos muito escuros que queriam muito ser loiras oxigenadas e que na realidade chegaram a concretizar esse sonho, mas entretanto o dinheiro não deu para voltar a pintar o cabelo e portanto passeiam-se em modo Cruela DeVil, só que muiiito pior e na horizontal. Ah esperem! Desculpem, afinal parece que é um dois em um: depois de se ser loira, aproveita-se o contraste entre o cabelo natural e o loiro pintado à anos para se dizer que são californianas... aqui para nós...mais valia terem estado quietinhas...!

 

Enfim!

 

Não tenho grandes soluções para quem anda com o cabelo às cores e muito menos para quem não gosta de o lavar, mas tenho algumas dicas para quem se preocupa com a saúde do cabelo sem querer gastar muito dinheiro.

Hoje deixo aqui algumas dicas para quem tem o mesmo problema que eu tinha há uns anos atrás: cabelo seco.

 

Para quem tem cabelo seco:

Há muito boa gente neste mundo que confunde cabelo seco com cabelo "estragado". O cabelo pode ser seco por falta de cuidados com o mesmo (falta de hidratação, água muito quente no banho etc..), por uso regular de secadores e alisadores ou simplesmente porque nos saiu na rifa um cabelo assim.

Mas não se apoquentem e respirem de alivio porque existem soluções que ajudam a domar este tipo de cabelos:

- Lavar o cabelo com água o mais fria possível é uma solução excelente;

- Aquando do uso de secadores ou alisadores, proteger sempre primeiro o cabelo com um protector de calor;

- Usar champôs adequados para cabelos secos (os champôs para cabelos normais, ou com tendência a oleosos não são para vocês) e se possível utilizar champôs com Queratina.

- Aplicar uma máscara para o cabelo é extremamente importante logo após a lavagem do mesmo ( depois do champô e condicionador). A máscara deve actuar o máximo de tempo possível.

-  Fazer máscaras caseiras. Pelo menos de duas em duas semanas, faço esta máscara milagrosa:

 

   um iogurte natural;

2 colheres de sopa de mel;

meio abacate/ ou 1 banana bem madura;

2 colheres de sopa de azeite.

 

Misturo tudo muito bem e aplico em todo o cabelo. Enrolo uma prata à cabeça para actuar mais rapidamente e deixo actuar durante 30 minutos. Passados os 30 minutos, passo o cabelo por água fria, lavo com o meu champô habitual para cabelos secos, aplico o condicionar e já está! Os fios do cabelo ficam muito mais fortes e perdem electricidade estática.

 

Pequenas dicas e cuidados regulares que deixam o nosso cabelo com melhor aspecto.

 

 

 

 

 

 

Morte aos Domingos depressivos!

 

 

Para mim, os Domingos à noite têm um gostinho agridoce. É um dia de folga e isso faz com que seja bom, mas é o dia que antecede a Segunda-Feira e isso, é meio caminho andado para o tornar deprimente.

 

Actualmente, os Domingos à noite são pavorosos, mas nem sempre foi assim. Há alguns anos atrás, quando tinha um trabalho com bom ambiente, os Domingos não me custavam tanto.

Chorei que me desalmei quando decidi mudar de emprego. Foi opção minha numa tentativa de me querer sentir realizada profissionalmente e por ter tido a oportunidade de ganhar mais do dobro daquilo que ganhava nos tempos em que os Domingos eram bons. Mal sabia eu o que me esperava.

Hoje em dia percebo que o dinheiro é importante, mas não é tudo. É bom olhar para o saldo bancário no final do mês e ver muitos número positios, mas é péssimo ter mau ambiente no trabalho, cheio de tensão e andar a choramingar todos os dias. Conviver com pessoas que passam o dia com ar de ameijoa estragada, que são conflituosas, que nos prejudicam e que fazem do local de trabalho o nosso pior pesadelo, é das piores sensações do mundo.

 

Muitos foram os amigos que me aconselharam a fechar-me numa bolha só minha e desprezar completamente as más energias em meu redor, mas não é fácil...pelo menos para mim.

 

Hoje de manhã, decidi que as coisas vão mudar, têm de mudar. Os anos de trabalho são demasiado longos e a vida demasiado curta para nos sujeitarmos a viver assim.  

 

 

Acredito em Domingos menos chorosos, menos melancólicos e mais alegres.

Acredito que tudo vai mudar...e tentar não custa!

 

 

 

(tentativa de uma semana mais positiva)

 

 

 

Comer bem pela manhã

paparoca.png

 

 

Nem sempre fui muito adepta de pequenos-almoços saudáveis. Durante anos e anos, dei preferência aos cereais com chocolate, aos bolos cheios de açúcar, ao pão com manteiga carregado de gordura, ao café cheio de natas e leite condensado e por aí fora. Nunca tive muita tendência para engordar e, talvez por isso, sempre achei que podia comer de tudo sem olhar para as gorduras, calorias e afins. Errado. Por muito que fizesse exercício, a celulite estava sempre presente, o cansaço por má alimentação era uma constante e bastou uma mudança de hábitos alimentares para começar a sentir - e a ver - os benefícios de uma alimentação como deve ser. No início, confesso que foi complicado não comer tudo aquilo a que estava habituada, mas com o tempo o meu novo hábito alimentar foi se tornando numa nova necessidade: a necessidade de comer bem. 

 

Comer de forma saudável não significa que, de vez em quando, não se possa quebrar a rotina e comer uns disparates - não podemos ser extremistas - mas é importante ter em mente que a primeira refeição do dia, deve ser o mais saudável possível, afinal de contas, aquilo que ingerimos ao acordar, é a primeira coisa a entrar no nosso organismo depois de horas e horas sem comer.

 

Hoje apresento-vos outra sugestão de pequeno-almoço:

 

- Papas de aveia,

- Sementes de linhaça,

- Sementes de chia,

- Maçã,

- Uvas,

- Banana.

 

Boas paparocas!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.